Prefeitura Municipal de Salto da Divisa

Salto da Divisa, 22 de junho de 2018
Você sabia? Salto da divisa apresenta o lago de 42 km, no rio Jequitinhonha, que corta todo o Nordeste de Minas
Imprimir Email

Boletim de Vigilância em Saúde

Boletim de Vigilância em Saúde

por Assessoria de Comunicação

03/05/2018 15:05

Modelo

Boletim de Vigilância em Saúde

14 de Março de 2018                                                                                         Volume 1, número 1, ano 2018

Nesta edição

  • Conhecendo o trabalho relacionado á prevenção contra a febre Chikungunya no Município de Salto da Divisa.
  • Informações sobre cada trabalho.

 

 

 

 

Entre em contato

 (33)987226445

 

 

 

Expediente:

Seg a sex.

07h ás 17h

Clebiana Silva Santos (Coordenadora de Vigilância em Saúde).

Conhecendo o trabalho relacionado à prevenção contra a Febre Chikungunya no Município de Salto da Divisa.

 

No campo da saúde, a vigilância está relacionada ás práticas de atenção e promoção da saúde dos cidadãos e aos mecanismos adotados para prevenção de doenças. A Chikungunya tem caráter epidêmico com elevada taxa de morbidade associada à artralgia persistente, tendo como consequência a redução da produtividade e da qualidade de vida. A partir daí, a Vigilância epidemiológica se distribui o trabalho para prevenção entre:

  • Tratamento focal
  • Pesquisa de levantamento de índice
  • Ações de mobilizações.

.

Informações sobre cada trabalho.

 

TRATAMENTO FOCAL: Como ação preventiva o ministério da saúde  preconiza 6 tratamento focais durante o ano. Os agentes de combate às endemias fazem tanto vistoriar como tratar todos os imóveis cadastrados que necessitem do uso de larvicida e ou remoção mecânica.

 

PESQUISA DE LEVANTAMENTO DE ÍNDICE: Uma das principais atividades desenvolvidas pelo ministério da saúde, para prevenção não só da dengue como também fere chikungunya é o Levantamento Rápido  de Índices de Infestação do Aedes aegypti.

Esse levantamento é amostral, ou seja, não há necessidade de todas as casas serem visitadas com esta finalidade. Após esse levantamento é possível saber onde os mosquitos estão se desenvolvendo mais: se em locais de abastecimentos de água, se em depósitos domiciliares, lixo etc.

 

AÇÕES DE MOBILIZAÇÕES: A mobilização no combate ao mosquito é um dos principais aliados para diminuição das doenças causadas. Esta mobilização dirige-se: os mutirões de limpeza, tanto dos quintais quanto dos terrenos baldios, palestras nas escolas, onde as crianças são excelentes multiplicadores de boas ações, reunião nas comunidades, anuncio em rádio etc.                                                                                                                                                                                                                                                                                           

Considerações Finais:

O papel da equipe no combate ao Aedes não é só orientar os usuários quanto ás formas de prevenção da doença, mas cor responsabilizá-los pela sua saúde e de toda comunidade.

Considera-se, portanto, que o trabalho da equipe de saúde deve ser contínuo no que se refere à eliminação de criadouros e á prevenção das doenças, reduzindo assim surtos e epidemias e melhorando a qualidade de vida e de saúde da comunidade.

 

REFERENCIAS:

 

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção Básica Chikungunya: Manejo Clínico/ Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Secretaria de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2017.

 

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. O agente comunitário de saúde no controle da dengue / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. – Brasília: Ministério da Saúde, 2009. 36 p. : il. color. – (Série F. Comunicação e Educação em Saúde) ISBN 978-85-334-1548-5 1.

 



Matérias relacionadas

    Final do corpo do documento e conteúdo da página